Máquinas que me ouvemParecem frias, mas enfimMáquinas interagem assim São assim programadasManipuladas, sem vidaE que cuidam de mim É verdade, fui isoladoAlgoritmo programadoPor um capitalista teen Vende minha almaHistória, paz e calmaNuma bolsa em Pequim Distraído, peço comida,Carro, sexo, pet, postVida, drogas, Matrix, fim.