Contos

– Moça, a senhora é escritora? A pergunta veio de duas crianças. Um garoto e uma garota.  Menino, o porta voz. – Por que vocês acham? – Você tá aí quietinha. Olhando e anotando. Os outros turistas estão almoçando e comprando.  Sente fome não? Risos. – Sinto fome sim. E que doce vocês tão vendendo? […]

A noite vinha chegando sem muito floreio… Obscura e incerta, como de costume, e apagando luzes e temperaturas com menos eficiência que o normal, mas firme nesse propósito de séculos. Eu jamais diria que não havia, ali, naquele dia comum, uma noite trivial se aproximando… Eu sempre fui meio desligado, e fosse como fosse, o […]

Hoje pela manhã me deitei no parque, havia bastante barulho ao redor;Pessoas faziam exercícios, crianças brincando e pessoas jogando dominó;Ainda deitado na grama fresca, sob o sol que ardia em uma tarde vazia;Pude observar, a pipa que subia e descia, em um balé de criança a se admirar; Absorvido por aquela visão, crianças e adultos […]

Como um segredo que se quer revelar aos poucos, foi tirando lentamente o capacete com uma vontade de respirar a si mesmo. Olhou por um instante ao redor enquanto afagava seu cabelo amassado. Estava de volta. Estava de volta à cidade que havia abandonado pra nunca mais voltar e estava de volta ao bar em […]

Eu e meus amigos frequentávamos aquele bar assiduamente. Era um lugar descontraído, onde podíamos nos divertir de diversas maneiras, desde uma boa música ao vivo, uma pista de dança, comidinhas deliciosas, até um vinho de primeira! Não posso me esquecer da mesa de sinuca, meu lugar favorito, pois ali conhecia muita gente diferente e a […]

Era um dia desses que a gente não tem o que fazer. Fui eu, mais dois amigos ao bar. Falávamos daquelas coisas do universo que nos rodeia: Corinthians, Hamilton, MMA, Bolsonaros e outros assuntos irrelevantes de fato. Cerveja vinha, cerveja ia e gente começava a ter tédio. Muito tédio. Lascamos a falar mal de mulheres […]

Olhava pela janela esperando que escurecesse rápido para sair. Gostava pouco de ser vista durante o dia, nos tempos que vivia agora. Se arrumara de forma descuidada e seguia, o caminho sabia ‘de cór’. Entrou no bar vazio pela hora, cedo ainda, pediu uma cerveja. Não se dava conta de quando isso tinha virado rotina. […]

Ela andava pelas ruas. Era madrugada, estava só. A noite tinha sido uma sucessão de desencontros. Primeiro com os amigos, o que ela entendeu não foi o que eles entenderam e ela foi parar em outro bar com o mesmo nome. Gente estranha tinha por lá. Esperou, tomou uma cerveja, nada de chegarem, olhou o […]

As vezes preciso estar só. Para acalmar a mente. Para prestar atenção na minha respiração. Para desacelerar meus pensamentos. Para ouvir música e escrever. Às vezes preciso ficar só para olhar o horizonte à frente. Deixar a lâmpada acesa ou mesmo beber água saboreando devagar. Preciso. Às vezes preciso muito. Como nesse exato momento. Fecho […]

Ela nunca gostou de Natal. O que todo mundo sempre achou feliz e cheio de esperança, para ela era deprimente e sem sentido. Andando pela rua, ela começou a pensar qual o verdadeiro valor e significado de tudo aquilo… Para quem é religioso simboliza o nascimento de Jesus. Para quem tem esperança é o começo […]