Analogia demarca a etiqueta de qualquer produto na gaiola… na cesta… no cabide… na mureta! Este grafitar “Somos mulheres e não mercadorias” exposto neste muro é dolorido demais… Este grafite incomoda e faz com que nós Mulheres façamos mais pelos bloqueios advindos de nossa santa e apregoada Paz! O mercado fecha para balanço… As estantes […]

A dor profunda dá-nos a compreensão, por difíceis caminhos percorridos, do crescimento paulatino. Se há a lágrima que cai, há o sorriso que consola. Se há a chuva que molha o caminho, há o sol para secá-lo e dar-lhe vida. Se há trovões estrondosos, há o silêncio da mata para acalmar os ânimos. Se há […]

Torce mas não o nariz Torce a roupa Torce junto Torce Que vai dar certo Torce mas não distorce Torce Dedos cruzados Figas Pensamento positivo e depois  finalmente Tece Adriana Chebabi – Bela Urbana, idealizadora do blog Belas Urbanas onde faz curadoria dos textos e também escreve. Publicitária. Curiosa por natureza.  Divide seu tempo entre as consultorias de […]

Pense em quem é você. Reflita sobre seu comportamento. Você é daqueles que ficam só atirando pedras ou constroem algo? Você anda para a frente ou anda sempre na esteira? Você sabe me dizer quem te definiu ou o quê? Fácil é falar dos outros, fácil é ser raso, fácil é não crescer. Ninguém pode […]

Nos sentimos como uma cedilha. Você sabe o que é uma cedilha? Ela é uma letra ou um C acentuado para baixo? E aquilo lá é acento? O C de cidadão vira cedilha quando tá acentuado, assentado, imóvel. Perde a identidade. Tem som de S, de Ser, mas sem identidade, não é nada. Cidadão tem […]

Somos nós dentro do nosso trabalho, a melhor parte dele. …. A ideia, a mensagem, a imagem, a pincelada, tudo dentro de um trabalho de arte “é o artista em si”. Essa é a mágica, o poder da reprodução pela arte. Seja ela qual for, pintura, poesia, literatura, música, interpretação, enfim em todas elas o […]

Fui com o R namorado no shopping, na casa da C e depois na sorveteria, onde soubemos que é proibido dar um beijo na boca, onde o garçom veio até nós e se nos proíbe dizendo que não pode “gestos amorosos” no local. Eu odeio essa conduta moralista que na verdade é só cínica. Um […]

OITAVO CAPÍTULO Eu pensei naquele momento! Como? Que desrespeito! Ou coragem que esses filhos possuem! E esta mulher? RESPEITOSAMENTE CORAJOSA? Que loucura! Esta vida é louca mesmo!   NONO CAPÍTULO (AGORA PRESTEM MUITA ATENÇÃO NA LEITURA, POR FAVOR) Quando o ônibus parou, esta mulher que conversou a viagem inteirinha, a viagem toda, me atrapalhando…. e se enfiando sem […]

SÉTIMO CAPÍTULO Então ela me perguntou: Você é viúva? Respondi: Não, eu sou casada, tenho dois filhos, uma netinha com 05 aninhos, blá blá blá… Ela ainda disse: Quantos anos você tem? Respondi: 62 anos estarei completando em Abril Continuou: Ah!! Quantos anos você acha que eu tenho? Respondi: olhando fixamente para ela, tão pequena, franzina, pele bem machucada pelo sol porque trabalhou […]

QUINTO CAPÍTULO Que respeito tinha essa senhora pelo mundo ao seu redor! Porque será que os seus filhos a tratavam tão severamente, e tão desrespeitosamente? Ela possuía um olhar escuro, mas muito doce, as mãos senis, mas a sua gesticulação atrevidamente italiana, as pernas finas com a doença Erisipela, mas estava com suaves meias finas, de […]

Nossos patrocinadores