Fico aqui pensando se não seria melhor não saber desenhar ou não saber pintar.

Talvez eu ficasse mais livre pra desenhar e pintar, talvez eu criasse mais, igual uma criança, sem dogmas, sem preconceitos, sem frescuras, sem direção, sem um rumo determinado, desenharia e pronto.

Pintaria sem estilo, sem técnica, sem certo ou errado, como Miró fazia. Ou será que ele fazia isso mesmo?

Ou ele já estava também preso a um estilo seu?

Vida, sempre uma incógnita…

Mauro Soares – Belo Urbano, publicitário, diretor de arte e criação, ilustrador, fotógrafo, artista plástico e pontepretano. Ou apenas um artista há mais de 50 anos.

Related posts:

Comentários

comments