Segui tentando ser boa o suficiente pra ele! Perdi o emprego, neguei outra proposta! Nesse momento eu acreditava fixamente que o que eu conquistei até ali, não prestava! Ele tinha planos incríveis de vida! Falava em vivermos com menos, com bem menos! Mesmo ele usando do meu dinheiro para ter do bom e do melhor! Mas o tempo inteiro me fazia acreditar que não percebia suas próprias ações! Afinal ele um ser de luz, não tinha apego ao dinheiro! Não tinha conta em banco!

Finalmente me chamou para estar entre os amigos dele, um chá de panela! Fomos juntos comprar o presente! Chegando na loja ele escolheu o presente e inclusive alguns itens para minha casa! E adivinha quem pagou a conta? Eu! Aquilo me deixava péssima, porém não foram poucas as vezes que eu lutei comigo mesma e com o coração dilacerado o questionei! E obviamente o fim era sempre eu implorando desculpa por pensar qualquer coisa ruim dele! Um homem tão iluminado, espiritualizado! Sim! Ele se dizia médium, espiritualizado! E muitas das vezes que eu confrontava as ações dele comigo, ele dizia ter uma mulher em espírito, de outras vidas, que por relações mal resolvidas, atrapalhava as relações dele!

Parece mentira! Parece loucura!
Mas era ele manipulando mesmo! Com maestria! Fazia cenas e cenas, me induzindo a acreditar que atos dela(?) o deixava mal! E que era ela que agia para que nossa relação fosse do céu ao inferno!

Falava de suas ex namoradas, tentando de todas as formas me deixar insegura em relação a elas! Provocava situações onde ele entrava em contato com elas, e ao obter resposta, agia como se elas estivessem atrás dele!

Nesse momento eu já estava tão absurdamente vulnerável, e me sentindo tão absurdamente pequena, que não conseguir lidar com as minhas dúvidas! A única certeza que eu tinha é que ele era muito bom, e eu muito péssima!

Comecei a acreditar que a minha vida não valia praticamente nada!
Então, por várias vezes pensei em dar um fim! Ele quando percebeu toda essa minha vulnerabilidade teve a incrível ideia de colocar um documentário para eu assistir, sobre suicídios! Sim, ele sabia o que estava fazendo!
Fiquei mal por dias!

Nesse meio tempo por vezes ele terminava, e quando percebia que eu estava conseguindo seguir em frente, vinha e puxava o tapete novamente!

Era um ciclo sem fim! E quando numa dessas vezes eu estava quase aceitando uma proposta de emprego na minha cidade, então ele veio com muito amor e muitos planos! Me pediu em casamento! Emocionado me disse que queria seguir juntos e construir uma vida! Eu não consegui recusar! Quando poucas pessoas me falavam que era melhor não, ele fazia coisas e me deixava contra todos que davam essa negativa!

Então fui e embarquei nesse pesadelo!

Carol Oliveira – Bela Urbana, chef de cozinha, mãe de 3 filhos. Adoro escrever sobre o dia dia real. Inspirada pelas fotos do meu marido… Sigo tentando ver poesia e arte nesse momento de tanta angustia e medos!

Foto Ricardo Lima

Comentários

comments