Quando decidi trazer o tema Relacionamentos Abusivos para o Belas Urbanas, não tinha noção real da complexidade do tema.

Nesse período de seleção dos textos, conversei com muitas mulheres, mas quero deixar claro que não são só mulheres que são vítimas, assim como não são só relacionamentos “amorosos” héteros que são abusivos, está também nos relacionamentos homoafetivos e em todos os tipos de relações, entre amigos, no trabalho, entre pais e filhos.

As histórias dos casais héteros se destacam porque muitas vezes terminam em feminicídio. Palavra que se tornou recorrente nos últimos anos e mais ainda, nesse período de isolamento que a pandemia nos trouxe.

Toda relação que inferioriza, destruindo a autoestima e a autoconfiança é abusiva.

Palavras podem destruir. Não podemos aceitar violências veladas que estão estruturadas na nossa sociedade e disfarçadas de piadas que rebaixem o outro. Não é mimimi, é respeito. São vidas.

Pode ser a sua, a minha, a de quem amamos.

Ser consciente é o primeiro passo para uma transformação individual e coletiva.

Acreditamos que palavras também salvam e, por isso, iremos começar aqui no Belas Urbanas a publicar uma série de textos com depoimentos pessoais, dados, poesias, contos, tudo relacionado a esse assunto, para que mais e mais pessoas tenham consciência da gravidade e de como podem se salvar e ajudar outras pessoas.

Te convido a acompanhar, ler, dar sua opinião e compartilhar.

Se tiver alguma história que queira compartilhar, nos encaminhe um e-mail: comercial@belasurbanas.com.br

Juntas somos mais fortes. Somos Belas Urbanas!

Adriana Chebabi  – Bela Urbana, idealizadora do blog Belas Urbanas onde faz curadoria dos textos e também escreve. Publicitária. Curiosa por natureza.  Divide seu tempo entre seu trabalho de comunicação e mkt e as diversas funções que toda mulher contemporânea tem que conciliar, especialmente quando tem filhos. É do signo de Leão, ascendente em Virgem e no horóscopo chinês Macaco. Isso explica muita coisa. 

PhotoGrid_1466958545716_2IMG_20160306_095642

Sim, autoestima será sua fortaleza para conquistar e realizar seus sonhos.

Acredite, se você esta bem consigo mesmo, tudo vai bem.

E foi por um sonho de fazer uma prova de corrida de rua, que entrei de corpo e coração neste esporte, porém tinham alguns desafios importantes a vencer que eram, parar de fumar e começar a treinar.

Foi possível o que pensava que seria impossível, parei de fumar (confesso, nada fácil…) e comecei a treinar (confesso, não tinha fôlego…).

A paciência e a persistência foram minhas parceiras desde minha primeira prova de rua em 2014 até os dias de hoje e posso afirmar que todos os esforços são válidos, pois o resultado do meu sucesso é quando cruzo a linha de chegada.

Tive algumas lesões menos sérias e que em poucos dias de repouso retornava as corridas, mas por conta de uma fascite plantar, minha última lesão, me afastei das ruas por 4 meses, e mais uma vez a paciência e a persistência foram fundamentais para fazer os tratamentos e repousos necessários. Não desanimei, me mantive firme, me cuidei e superei!!!

Em meados de junho deste ano voltei a correr, e estou muito feliz por estar cada dia mais segura e confiante!

Recentemente, li uma frase que me chamou atenção, pois arrisco em afirmar que foi meu “ponta pé inicial”: “Não desista: alguém está se inspirando em você”. Há algo mais motivador e inspirador em saber que pode estar ajudando outras pessoas?

Compartilho com vocês meu “antes e depois” que representam momentos significativos de fases da vida que todos podem passar um dia. Nada é por acaso e tudo pode ser aprendizado.

Um beijo!

IMG_7272

Marilis Jinno – Bela Urbana, formada em psicologia, corredora amadora, são paulina e de bem com a vida. Seu lema é: entre ter razão e ser feliz, prefere ser feliz! Esta em fase de preparação para a 1a São Silvestre. Ah…e sua sobremesa favorita é o nhá benta!!!