Estamos diante da oportunidade de construir um novo projeto civilizacional de nação e de sociedade, com uma democracia participativa e representativa à população, ao invés de representações apenas dos objetivos de bancadas e de bancos.

Que se produza mais bem-estar social do que sofrimento e miséria, encorajando uma vivência coletiva inclinada à solidariedade e à paz e não, conflitos e polarizações. Que se criem condições efetivas de conhecimento e criatividade do que estupidez coletiva, ignorância e apatia.

Que se crie profundo respeito à diversidade cultural, à dignidade humana e aos seus direitos do que submeter a população a violências diversas e a uma homogeneidade cultural e social embrutecedoras.

É preciso haver economia sustentável a partir de uma organização e distribuição de renda digna e justa, ao invés de uma economia concentradora de poder, de cunho oligárquico e monopolista, em nome de um mercado mundial.

Política não se faz – ao menos não deveria – por revanchismo ou por vingança, mas com profundo sentimento de respeito à democracia e às melhores práticas a uma vida social justa, coletiva e múltipla.

Jorge Martins de Jesus –  Belo Urbano, Mestre em Ciência da Religião pela PUCCAMP e Teologia plea UMESP. Sua linha de pesquisa concentra-se sobre o estudo da Religião, Sociedade e Cultura. De forma paralela, estende sua análise sobre essas Instituições e suas práticas discursivas.

shutterstock_331499036

Crise tem o lado bom. Estimula a criatividade. Na crise somos obrigados a sair do lugar confortável e achar novos caminhos e saídas para as dificuldades.

Essa crise financeira de 2016 atingiu muitas pessoas e empresas. Tenho conversado com pessoas que estão enfrentando esse novo cenário econômico, pessoas que perderam seus empregos, pessoas que tiveram que renegociar seu modelo de trabalho, pessoas que estão partindo para outras áreas, pessoas usando suas reservas etc. A crise existe, mas as contas não param.

Eu mesma estou me reinventando nesse cenário e outro dia em uma dessas conversas com uma amiga, recebi a proposta de atuar como sua consultora financeira pessoal, pois me disse que está muito preocupada com suas reservas e com suas contas que nunca fecham. Detalhe, é uma pessoa muito competente em sua profissão e que tem um bom salário.

No primeiro momento fiquei com um certo receio, afinal sou publicitária. Como gosto de um desafio e tenho meu próprio negócio, há 24 anos, aceitei o convite, afinal, sempre cuidei também da parte administrativa das agências Modo e 3bis e sempre tive empresas saudáveis financeiramente.

Já fizemos alguns encontros para eu entender o cenário que ela se encontra. Coloquei alguns questionamentos que prontamente ela não soube me responder. Confesso que fiquei um pouco assustada com a falta de conhecimento da sua própria vida financeira, pois são questões tão básicas e simples que o correto é que todos saibam, mas ela não sabia, como imagino que muitas pessoas não saibam. Meu papel agora é ajudar, orientar, ensinar, se ela não tivesse essas dificuldades eu não estaria aqui prestando esse serviço.

Então, nessa crise, estou usando esse meu conhecimento que sempre utilizei somente para meu benefício para ajudar outra pessoa e vejo que existe uma oportunidade disso ser algo que eu possa também vender como serviço.

Bom, combinamos que vamos relatando os sentimentos, os passos dados, a visão dela e a minha. Ela preferiu não se expor e eu concordo com ela, mas no meu caso, posso me mostrar.

Vou escrever uma vez por semana sobre esse projeto. Adorei o desafio, espero que gostem também e que tirem lições, pois eu tenho certeza que tirarei novas. Vamos em frente.

12308453_10205306926782378_7964104893761853478_n foto Dri para perfil

Adriana Chebabi – Bela Urbana, idealizadora do blog Belas Urbanas onde escreve contos, poesias e crônicas. Publicitária e empresária. Divide seu tempo entre suas agências Modo Comunicação e Marketing  www.modo.com.br e 3bis Promoções e Eventos www.3bis.com.br e as diversas funções que toda mulher contemporânea tem que conciliar, especialmente quando tem filhos. É do signo de Leão, ascendente em Virgem e no horóscopo chinês Macaco. Isso explica muita coisa :)