O que me encanta em alguém…

Encanta-me o simples, os pequenos gestos, o olhar sem preconceitos, sem “dedos apontados”, sem críticas infundadas…

Encanta-me o jeito diferente de ser, o que agrega, o que ensina, mas também o que aprende, apreende e transforma.

Encanta-me o olhar que acalma, a mão que acaricia e ergue do chão.

Encanta-me a perseverança, a intuição, a convicção flexível, a possibilidade de diálogo, a busca.

Encanta-me a fé, que não precisa ter nome, religião ou dogma, mas sim a força que impulsiona e faz seguir.

Encanta-me a empatia, o se colocar no lugar do outro, o altruísmo, a gratidão, a afetividade, o bem-querer e, acima de tudo, o respeito!

Todo SER VIVO é um SER ENCANTADO!!

Um SER ENCANTADO é enlaçado ao outro, na medida em que seu encanto entrelace o encontro. O melhor sobre sermos encantados é sem dúvida alguma, quando o encontro é sedimentado pela dualidade da avidez diante da unidade de cada um.

Eu me encanto com o OLHAR d’outro… Pois, para mim os OLHOS FALAM… Não mentem mesmo quando fechados… E aquilo que sentimos extrapola… Executando o compasso da vibração de nossas emoções… E, se acontecer um contato por meio de um toque mais expressivo, sentimos o transpirar da pele, o calor úmido e a sensação do sentimento aferido, pois, os OLHOS FALAM e esse ENCANTO é Divinal!

Eu me encanto com o OLHAR  d’outro.

Joana D’arc de Paula – Bela Urbana, educadora infantil aposentada depois de 42 anos seguidos em uma mesma escola, não consegue aposenta-se da do calor e a da textura do observar a natureza arredor. Neste vai e vem de melodias entre pautas e simetrias, seu único interesse é tocar com seus toques grafitados pela emoção.

Eu gosto muito de gente…

De conhecer gente, de conversar com as pessoas,  de ajudá-las, de ouvi-las e de estar junto. Mas o que mais me encanta mesmo são as “gentes crianças”.

Me encanta poder colaborar com o desenvolvimento delas. Me encanta a pureza. Me encanta a alegria. A energia que vem delas me encanta.

Fazendo as contas são mais de 40 anos junto a elas…. Me encantando a cada dia. São filhos, alunos, sobrinhos, primos e netos. Crianças.

Me encanta saber que em algum lugar vou encontrar com elas. Mesmo que eu não as conheça,  me encantam.

Me encantam quando nossos olhos se cruzam de dentro do carro,
no ônibus, na rua. Me encanta o abraço quando chego ao trabalho. Me encanta receber a florzinha colhida na calçada. Me encanta o desenho caricaturado, sem perna, nem braço…E sou eu!

Me encanta a espontaneidade ao dizer que me amam ou que me acham linda. Para elas eu sou a princesa do castelo.
Me encantam quando após um limite ou uma bronca, elas vem com o sorriso do agradecimento.

Criança sabe, sem saber falar. Criança sente, sem saber dizer. Criança sofre sem demonstrar. 
Quando estou com elas, não há problemas, nem medos. Há vida, latente…. Há vida fresca e pronta para vibrar. Há energia no ar. Há brilho no olhar. 

O que me encanta também é a criança que existe dentro de cada ser humano.

Vera Lígia Bellinazzi Peres – Bela Urbana, 54 anos, casada, mãe da Bruna e do Matheus e avó do Léo, pedagoga, professora aposentada pela Prefeitura Municipal de Campinas, atualmente diretora da creche:  Centro Educacional e de Assistência Social, ” Coração de Maria “

Me encanta quando uma mãe faz um post no face assim: pode soltar suas cabras que meu carneiro é educado para respeitar sua filha…

Me encanta quando acho no banheiro um bilhete da minha filha que diz: Mãe, comprei este bombom pra você com o troco do meu almoço. Te amo….

Me encanta quando uma mulher pergunta: porque ter um sapo ao invés de um cachorro se ele não te protege e te defende? E aí a criança responde: Não tenho amizades por interesse….

Me encanta quando encontro em minhas fotos antigas o meu pai fazendo a barba no irmão dele que já está bem velhinho e não consegue mais….

Me encanta quando tenho pelo menos um grupo de whatsapp onde TODOS podem opinar livremente, inclusive sobre assuntos de política….

Me encanta quando toda a quinta e domingo à noitinha, ainda consigo fazer nosso “momento família” e perceber o verdadeiro valor do que mais me importa…


Me encanta começar o dia vendo o nascer do sol e viver intensamente como se fosse meu último dia…
…e terminar vendo o pôr do sol, grata por ter recebido mais um chance de amar e ser amado! 


Obrigada pela oportunidade de pensar nisso, avaliar e mais uma vez, agradecer a Deus por tudo!

Roberta Corsi – Bela Urbana, coordenadora do Movimento Gentileza Sim que tem como objetivo “unir pessoas que acreditam na gentileza” e incansavelmente positiva, para conhecer o movimento acesse https://www.facebook.com/movimentogentilezasim 

Como és tu?
Tu és o significado exato do admirável
És a plenitude que canta e encanta teu regozijo sem fim
Tu és caminho, és vida em mim
És sabedoria, és guarida
És fortaleza de se ter em mãos o amanhecer
És riqueza de se enxergar, por ti, o alvorecer
És o olhar que busca o céu aberto
Para que fique perto do esplendor divino,
Sem dúvida, ínsito, implantado na sociedade
Difusa, confusa, malfazeja
Sem ponto de partida ou chegada
Tu és a pessoa amada que o mundo todo almeja
Tu és sonho, és leveza
És referencial do que é certo
És alguém que se queira por perto,
Pois teu mundo é vitalício
Nada teu é fictício
Tu és crença, és poesia
Sinfonia, maestria
Concretude e talento.
És menestrel do tempo,
E do amor atemporal.

Solange Cristina Marchioni – Bela Urbana, especialista em língua portuguesa, neurolinguista, revisora, musicista e poetisa. Entende que a vida é desafiadora e surpreendente… que a dor vem de cenas urbanas tristes, como moradores de rua, crianças e animais abandonados. Acredita que a esperança e o amor vêm junto para resgatar tanta dor. A poesia fala por ela e fica muito feliz se, com os poemas, puder tocar os corações endurecidos.
Poesia do livro: Prosas, Sonhos e Rosas