Romeu e Julieta que nada… Você está tentando dormir e começa a ouvir um diálogo entre prédios… De janela para janela…

Hey, como você chama?
Maria Luiza!
E você?
Paulo Henrique…
Paulo Henrique do que?
Me procura no Facebook…

Porque no mundo real é só atravessar a rua…

Michelle Felippe – Bela Urbana, professora por convicção e teimosa. Apaixonada por doces, cinema, poesia urbana e astrologia. Acredita que ainda vai aprender a levar a vida com a mesma leveza e impetuosidade das crianças.

shutterstock_229696645

Menina

Qual é seu nome? Sua idade? É jovem ainda, então vou dizer aqui: OLHE PRA VOCÊ.

Isso é um presta atenção, antes que fique tarde demais e você fique cega, ou quase… Olhe para você agora e a vida toda.

A vida da sua amiga a ela lhe pertence, não vá tão cheia de razões, tão cheia de conselhos que não foram pedidos. Tão arrogante.

Arrogância não leva a nada de bom. Arrogância é característica dos ignorantes, que fingem ser importantes para se sentirem melhor. Você pode ser bem mais que isso. Você de fato pode ser alguém feliz.

Olhe para você e não perca seu tempo julgando os outros. Quantas vezes você já julgou somente ouvindo um lado? Quantas vezes julgou olhando pelo campo de visão limitado da sua janela? Pense nisso.

Olhe para você antes de ter dó de alguém. Dó é um sentimento muito ruim. Sentir dó de alguém não ajuda o outro e muito menos você.

Não importa quantos anos tem hoje, sabedoria nem sempre está relacionado com sua idade cronológica, por isso,  não deixe a sua vida caminhar com esse gosto amargo e cruel, dos pedantes que escodem sua tristeza na crueldade dos julgamentos e condenação dos outros.

Deixe os julgamentos para os juízes, os concursados, os profissionais. Somente nessa esfera faz sentido julgar.

Ainda da tempo. Acorde. OLHE PRA VOCÊ!

foto-adriana2

Adriana Chebabi – Bela Urbana, idealizadora do blog Belas Urbanas onde escreve contos, poesias e crônicas. Publicitária e empresária. Divide seu tempo entre suas agências Modo Comunicação e Marketing  www.modo.com.br , 3bis Promoções e Eventos www.3bis.com.br e as diversas funções que toda mulher contemporânea tem que conciliar, especialmente quando tem filhos. É do signo de Leão, ascendente em Virgem e no horóscopo chinês Macaco. Isso explica muita coisa :)

shutterstock_155363555 - mulher e janela

Coitadinha tinha uma janela

marrom

A tinta não durava

descascava

Tinta de má qualidade

baratinha

 

Coitadinha se achava esperta

Adorava coisas baratinhas

Comprava MUITO

coisas baratinhas

INÚTEIS

feias

quinquilharias, muitas

mas, esperta que se achava,

baratinhas.

 

A tinta da janela descascava

A tinta do cabelo desbotava

A roupa não tinha caída

Os livros não importavam

 

Coitadinha tinha

03 “amigas”

01 “marido”

01 vizinha – sem aspas

 

A janela da VIZINHA não descascava

A janela da vizinha vivia ABERTA

A JANELA da vizinha era amarela

A janela da vizinha era maior que a dela

 

Coitadinha fofocava

Olhava a janela da vizinha

e fofocava

e procurava

lascas que não encontrava

 

Coitadinha se incomodava

Coitadinha sozinha chorava

10959308_10203700598545176_5268303932415920241_n Dri perfil

Adriana Chebabi – Bela Urbana, idealizadora do blog Belas Urbanas onde é a responsável pela autoria de todas as histórias do projeto. Publicitária, empresária, poeta e contadora de histórias. Divide seu tempo entre sua agência Modo Comunicação e Marketing www.modo.com.br, suas poesias, histórias e as diversas funções que toda mãe tem com seus filhos. Está feliz com suas janelas 🙂