shutterstock_273696566

Hoje tive o primeiro encontro com a consultora financeira. Sim, uma mulher, afinal, com certeza terá sensibilidade para entender algumas das minhas fraquezas.

Engana-se quem pensa que estou falando de bolsas e sapatos, falo de gastos com filho, família e amigos.  Sim, me rendo às necessidades do meu filho, que muitas vezes não são necessariamente necessárias. Rendo-me a  bons restaurantes com a família, e por fim, me rendo a encontro com os amigos!

Nota 3 – rendida (se tiver curiosidade, a nota 1 e 2, encontram-se o depoimento pessoal  1.

Neste primeiro encontro, fui questionada em relação as minhas entradas e saídas, quanto ganho e onde gasto.

Essa parte me pareceu fácil, se não fosse por alguns detalhes que não soube responder prontamente, como por exemplo?

_ A conta que tem no banco, quanto custa? Você participa de programa de recompensa de seu banco? Seu cartão é internacional? Quanto custa?

_ Você tem a média dos gastos que não são fixos, mas são previstos?

Hummmm, a essa altura, percebi que nada sei em relação ao meu orçamento.

E por aí foi… foram muitas perguntas, algumas respostas certeiras e muitas questões a descobrir!

Resultado? Lição de casa!

Durante todo o mês de setembro, será necessário registrar todo e qualquer gasto e ainda, apontar a forma de pagamento, à vista, cartão de crédito, usou o ticket refeição, cheque, enfim…

Para a primeira semana de sontrole, tenho que  identificar o tipo de conta que possuo no banco, se disponho de um programa de recompensa, quanto pago pela conta, bem como identificar quais produtos, como investimentos diversos, ou ainda, empréstimos que no meu banco.

Conclusão: A primeira coisa é compreender o meu status financeiro atual!

Por enquanto é só, semana que vem tem mais!

2014-02-06-13-12-53

Mirela N. – Bela Urbana, faixa dos 30 e tantos anos, que está em busca do equilíbrio financeiro, principalmente agora que está com medo de só poder se aposentar com 65 anos. 

 

12180080_489355864570392_239873224_n comida texto adolescente

Adolescência é um período de descobertas, experiências e muitas expectativas, né? A minha não foi diferente. E pensando naquela época me lembrei de um episódio que poderia ter mudado o que faço hoje.

Eu devia ter uns 17 anos mais ou menos . Minha mãe e minha irmã iam viajar e eu ia ficar por minha conta. Coisa que eu adorava! Bom, eu estava namorando um cara mais velho e logo pensei em algo para impressioná-lo.

Pedi para minha mãe se podia fazer um almoço para ele e ela não só concordou, como comprou os ingredientes.

O cardápio: estrogonofe ( de carne) com arroz e batatas fritas.

Chegado o dia comecei a trabalhar bem cedo…separa ingredientes, pica, põe na panela, mas como era mesmo? Tempera a carne com limão, mas esse tem que ficar especial, mais um pouquinho de limão para ficar melhor.

Tudo lindo, eu linda (era o que eu achava aos 17 anos…rs), a mesa posta, até um vinho arrumei. O gato chega (era assim que chamávamos) eu faço seu prato e ansiosa espero a primeira garfada. Percebo um certo desconforto em suas feições, mas acho que é meu nervosismo, afinal não tinha como dar errado.

Me armo de meu melhor sorriso e pergunto: e aí, como está? Ele mal consegue respirar, mas gentilmente me responde: – É tá bom. Nesse momento me lembro de meu próprio prato e coloco uma porção generosa na boca, hummmm….ecaaaa! Só tem gosto de limão! Começamos a rir e resolvemos sair para comer um delicioso pastel feito pelo japonês da esquina.

O almoço foi um fiasco total e o namoro não ficou atrás, mas por incrível que pareça, apesar da primeira incursão na cozinha ter dado nisso, hoje cozinho profissionalmente. Os talentos nem sempre aparecem na hora que precisamos, mas muita vontade e estudo nos fazem capazes de tudo. Nunca desistam no primeiro tropeço, vocês podem se surpreender com o que são capazes de realizar.

Agora faço comida saudável!!! rs.

11153459_418305808342065_1335618606_o - foto Adriana Rebouças

Adriana Rebouças – Formada em Publicidade. Cursou gastronomia no IGA – São José dos Campos Publicitária de formação e Chef por paixão. Sócia do restaurante chama EnRaizAr e fica dentro de um espaço de yoga e terapias que se chama Manipura em São José do Campos – SP.

12165295_488005761372069_789126305_o comida de criança

Muito se discute a respeito da alimentação infantil e, nesse mês em especial, o tema se torna ainda mais visado.

Quem nunca pirou porque ” seu filho não come isso ou aquilo” , ou nunca escutou a frase:” não sei mais o que fazer para meu filho comer”? Pois bem, existem alguns fatores que devemos considerar:

– Você e todos os membros da famílias comem bem?

– Ele não gosta de determinado ingrediente ou do modo como ele é apresentado?

Criança aprende por exemplo. Se você ou alguém alguma,vez torceu o nariz para aquele maravilhoso brócolis que apareceu por um acaso na mesa…desista, seu filho não vai comer o tal brócolis… rs

Um truque para fazê-lo comer , é tê- lo como seu ajudante de cozinha. Ele vai querer comer aquilo que ele mesmo ajudou a preparar. Prepare pratos coloridos e deixe ele brincar com a comida. Uma loucura, né? Mas funciona!

Ofereça de tudo, faça pratos bem coloridos e se mesmo assim tiver algo que ele não come, relaxe. Talvez ele realmente não goste daquilo!

11153459_418305808342065_1335618606_o - foto Adriana Rebouças

Adriana Rebouças – Formada em Publicidade. Cursou gastronomia no IGA – São José dos Campos Publicitária de formação e Chef por paixão. Sócia do restaurante chama EnRaizAr e fica dentro de um espaço de yoga e terapias que se chama Manipura em São José do Campos – SP.

11870686_1654522108167276_8654332714878444158_n Capa do livro esquisito

Sérgio Biscaldi é escritor e publicitário nas horas vagas.

Essa inversão de prioridades profissionais é recente e muito bem-vinda. Fica mais clara ainda quando lemos a primeira obra dele, o forte e instigante As cores do Esquisito.

No livro disfarçado de infantil, mas que serve para todas as idades, Sérgio traz o personagem Esquisito que assim como nós muitas vezes se sente diferente, estranho, incapaz. Tem seus medos, carrega seus fantasmas e angústias. Sofre de bullying, palavra moderna para a chata mania de apelidar, desprezar e menosprezar quem é esquisito. Ou não.

Graças a Deus, em  As cores do Esquisito, as respostas chegam rápido. Podia ser assim na vida também, né? Superrecomendo.

 

As cores do Esquisito

Autor: Sérgio Biscaldi

Ilustrações: Renan de Oliveira

Editora: Aquário Editorial.

10930149_822868044452021_3334839425318938654_n Carla Bravo

Carla Bravo – Jornalista, atriz, apresentadora, locutora, dubladora, roteirista, mestre de cerimônias, assessora de imprensa e tudo mais o que uma comunicadora sabe ser. Ah, otimista sempre. E sonhadora. 

 

11911694_477406709098641_254140144_n josog de cintura 3 11992158_477406735765305_827906541_n jogo de cintura 11997129_477406765765302_1747376048_n jogo de cintura 2

Quantas vezes não planejamos algo e quando vemos algo inesperado acontece e ficamos sem saber o que fazer? Pois é, na cozinha não é diferente… Já imaginou planejar uma festa, ou mesmo uma reunião de amigos e descobrir que um deles (ou vários) não comem carne nem nada com leite ou derivados?

A primeira vez que isso me aconteceu, confesso que entrei em pânico. Hoje, por ironia do destino, comando uma cozinha vegetariana/vegana e descobri que podemos fazer maravilhas se deixarmos nossos preconceitos de lado e estivermos abertos ao novo.

E para você aqui vão algumas dicas:

Experimente fazer uma canjica usando leite de coco, ou servir uma bruschetta com tomates e manjericão ( pão normalmente não vai leite…rs).

Esfriou? Faça um caldo de abóbora com gengibre. Fica uma delícia! Abuse das ervas, dos temperos e especiarias.

Não tenha medo de ousar e descubra um novo universo de sabores ! Que tal experimentar?!

11153459_418305808342065_1335618606_o - foto Adriana Rebouças

Adriana Rebouças – Formada em Publicidade. Cursou gastronomia no IGA – São José dos Campos Publicitária de formação e Chef por paixão. Sócia do restaurante chama EnRaizAr e fica dentro de um espaço de yoga e terapias que se chama Manipura em São José do Campos – SP.

11997916_477407175765261_2015402379_n en raiz ar