Eu estou tentando, eu juro que estou. Não tentando ser feliz ou rico. Isso é bobagem, nunca dará certo, e se der, não é da forma que achamos que deveria ter sido. Felicidade não é algo que se procura, pois quem a procura nunca acha. Pois ao procurar muito e com tanto afinco, acabamos por nos esquecer como sermos simplesmente felizes. O dinheiro por outro lado é só uma questão de tentar ao máximo e ter as oportunidades certas. Mas quem dirá que é assim tão fácil ter essas ditas oportunidades? E quem será esse que conseguirá impor tanto esforço e dedicação em algo que muito colocam imenso esforço e dedicação e mesmo assim não conseguem.
Não podemos nos sentir lindos e especiais, pois somos todos a nossos modos, iguais! Quem sois vós para conseguir aquilo que todos buscam tão desesperadamente ter? Dinheiro e felicidade, por certo. Todos querem, todos tentam e falham. Então por quê tentar? Tentar pois queremos? Non-sense! Tentamos pois devemos. Tentamos, pois se falharmos sabemos o que vêm. E a sombra de nosso sono continua a nos perseguir…

Pra que lutar? Lutar pelo medo sonso de se errar. Não é a vitória que você almeja. É a derrota que você evita.

Igor Mota – Belo Urbano, um garoto nascido em 1995, aluno de Filosofia na Puc Campinas do segundo ano. Jovem de corpo, mas velho na alma, gasta grande parte de seu tempo mais lendo do que qualquer outra coisa. Do signo de Gêmeos e ascendente em Aquário, uma péssima combinação (se é que isso importa).

Related posts:

Comentários

comments