O quê ou quem roubou seu sono? Pensando em quê?

Bem, o meu sono tem sido roubado quase que todos os dias! Na verdade, existem momentos que eu não consigo entender, o que está acontecendo COMIGO…

Diante de tudo o que eu mesma tenho apresentado, da forma como tenho apresentado, e para quem eu tenho apresentado.

Às vezes estou me sentido MUITO CRUEL comigo, e terrivelmente SÁDICA comigo… O sentimento que é avassalador se propaga em prosa e verso, trazendo uma inquietude, que me pega em todos os instantes, e me deixa muito fraca… é quando preciso sair correndo de mim mesma, aproveito o vento… aproveito os meus escritos… aproveito a releitura de suas prosas e versos… aproveito de ti, de mim, e de tudo ao meu lado que signifique… paixão!

Eu amo a vida, e isto faz de mim uma louca por tudo que me agarra e me deixa sem palavras. A avalanche que acontece em meu sangue a cada segundo me faz compreender que somos o que somos mesmo querendo ou não, nos comprometer com a vida que escolhemos a cada minuto.

Eu escolhi ser uma defensora do amor… e cá estou apaixonada pelo convívio com… VOCÊ. E claro eu venho te amando desde que sobrevoamos enlaçados até o mais alto penhasco… Dando-nos a chance de voarmos entre os laços conseguidos após abraços intensos e sem nós!

E eu respondo sem questionar: “ora… As minhas luas são todas suas vivendo fases… estou amante de suas fases. Pois te amo dentro e fora de sua sobrevida…

Tudo em mim é seu…” Joana d’Arc Neves de Paula

AMOR… volte a dormir e a se sentir valoroso e grafitado diante de nosso louvor… e adiante de suas ebulições que podem destruir o seu amor! Seu sono não foi roubado… foi roubado o seu esplendor de ser amado! Durma bem…

Joana D’arc de Paula – Bela Urbana, educadora infantil aposentada depois de 42 anos seguidos em uma mesma escola, não consegue aposenta-se da do calor e a da textura do observar a natureza arredor. Neste vai e vem de melodias entre pautas e simetrias, seu único interesse é tocar com seus toques grafitados pela emoção.

Comentários

comments