Muitos anos atrás, não existiam celulares, sequer a internet. As pessoas tinham que andar quilômetros de distância, ou mandar uma carta, se queriam conversar com alguém. Elas tinham que ir às bibliotecas para achar alguma informação. Poderíamos ficar muito tempo contando o que os nossos ancestrais tinham que fazer sem a existência da tecnologia, mas a verdade é que, eu não sei o que é isso, “um mundo sem tecnologia”, não sei mandar cartas, não sei a sensação de ficar anos sem ver um parente distante, não sei como foi nada disso, por isso, eu não vim escrever como era antes, mas eu vim aqui para contar a minha visão sobre a nova era da humanidade, a era em que eu nasci: em um mundo repleto de informações e tecnologias.

Eu posso dizer que cresci junto com os celulares, e é incrível ver como eles evoluíram em pouco tempo, a curva de evolução só tem aumentado até hoje, e para ser sincero não faço ideia de até onde isso vai. Viver “junto” a esses celulares virou algo normal para nós, podemos ficar horas sem cansar nesses aparelhos, pois a quantidade de informações e funções que eles oferecem é extremamente impossível de se calcular, pois a cada dia uma nova funcionalidade aparece. As grandes empresas do mundo todo, são, praticamente focadas em tecnologia, senão, envolve-a. Os mecanismos de pesquisa são muito úteis hoje em dia, eu praticamente devo realizar mais de dez buscas no dia pelos assuntos que me interessam, e constantemente estou baixando novos aplicativos com as mais diversas funcionalidades.

As coisas que se tornaram possíveis graças as tecnologias e a internet são infinitas, eu convivo com tudo isso como se fosse algo normal, mas não deixo de imaginar como seria viver sem elas, ou como as pessoas que nasceram sem isso se sentem a respeito. Toda essa era uniu grandes personalidades do mundo inteiro, a internet encurtou distâncias, e está em constante mutação, e faz parte da minha vida, é algo muito importante para mim, por mais que a internet tenha trazido coisas ruins, ela também trouxe coisas boas, junto aos celulares e tudo que eles proporcionaram. E essa é minha visão geral da tecnologia: algo que mudou o mundo no passado, e algo que ajuda e melhorar nosso futuro.

Danilo Vicentin – Belo Urbano, estudante do nono ano, gosta de escrever histórias, desenhar, andar de bicicleta e de jogos digitais.

Comentários

comments