shutterstock_180764270 mulher

Algumas histórias simplesmente acontecem e nunca são contadas, ou são contadas para poucos e se tornam segredos… O assédio sexual é particularmente torturante por colocar a vítima no papel de culpada, algumas histórias foram contadas a mim no decorrer de anos e eu coloco aqui alguns casos:

  1. Aos doze anos, corpo de moça formado, mas criança ainda, ela um dia acompanhou a mãe ao médico. Em um momento sozinha com o médico, este lhe pediu que se aproximasse e, não vendo maldade, ela se levantou e foi até ele. Para sua surpresa ele a abraçou de modo constrangedor e deu um beijo em seu seio pré-adolescente por sobre a blusa… Ela não soube o que fazer, sentiu vergonha, ficou imaginando se tinha entendido errado aquele gesto desconfortável e só queria sair de lá… Mais de trinta anos se passaram e um dia o médico foi preso por assediar uma paciente de 15 anos durante um exame, mas a testemunha, secretária do médico, foi desacreditada por ter trabalhado como recepcionista em uma casa noturna e a justiça determinou que o exame do médico exigia mesmo umas apalpadas sem-vergonha… Ela acompanhou tudo pelo jornal imaginando se era hora de se manifestar, mas nada fez.
  2. No dia de seu casamento, o dia mais feliz de sua vida, radiante, ela levou uma cantada desagradável de um sujeito que ela acreditava ser amigo, não havia nenhum engano e foi desumano… Ela não soube o que fazer e nada contou.
  3. Quando começou a trabalhar, um colega perguntou, do nada, se ela toparia ter um caso… Era seu segundo dia no trabalho. Ela não soube o que fazer, será que ela tinha provocado a situação sem perceber?
  4. O noivo da melhor amiga lhe lançava olhares desconcertantes… Ela não soube o que fazer e nada contou. Anos mais tarde, sua sobrinha lhe disse que o mesmo sujeito a olhava de maneira estranha e desconcertante, mas a sobrinha temia estar fazendo mal juízo dele. Então ela disse para a sobrinha o que fazer. Acredite sempre na sua intuição!
  5. No dia do vestibular, a amiga foi ao banheiro sozinha… Sabe-se que mulheres vão ao banheiro em bando, é piada, o que elas fazem? Fofocam? Mas a amiga foi sozinha, o banheiro do Campus estava vazio exceto por alguém… Nesse dia a amiga foi estuprada e morta antes de prestar vestibular. O assassino nunca foi preso.

Não, amiga, garanto, você não é responsável pelo assédio que sofre, o culpado é quem assedia. Você não está fazendo mal juízo de alguém. Se você tem motivo para desconfiar, tenha certeza! Uma pessoa de bom caráter saberá te conquistar, o mau caráter só quer te agredir para dar prazer a si mesmo.

Um último conselho: Continue indo para o banheiro com as amigas, vocês colocam o papo em dia e se protegem, deve haver uma razão histórica para esse nosso ato.

IMG_0514 foto nova Synnove

Synnöve Dahlström Hilkner É artista visual, cartunista e ilustradora. Nasceu na Finlândia e mora no Brasil desde pequena. Formada em Comunicação Social/Publicidade e Propaganda pela PUCC. Desde 1992, atua nas áreas de marketing e comunicação, tendo trabalhado também como tradutora e professora de inglês. Participa de exposições individuais e coletivas, como artista e curadora, além de salões de humor, especialmente o Salão de Humor de Piracicaba, também faz ilustrações para livros. É do signo de Touro, no horóscopo chinês é do signo do Coelho e não acredita em horóscopo.  

 

Comentários

comments